Grupo de estudos “Poéticas e filosofia da imagem fotográfica”, com Georgia Quintas

DOC abre inscrições para o grupo de estudos “Poéticas e filosofia da imagem fotográfica”.

O grupo de estudos Poéticas e filosofia da imagem fotográfica é dirigido para todos aqueles interessados em refletir sobre a fotografia como forma de pensar. O grupo tem como eixo programático linhas teóricas sobre o estudo da imagem com o objetivo de ampliar a percepção sobre a linguagem fotográfica. As aulas priorizam a reflexão dos discursos poéticos através do campo de análise das narrativas visuais. Tais abordagens visam ampliar a construção interpretativa de como nos relacionamos com a fotografia, assim como a produção de sentido sobre o fotográfico.

Primeiro módulo:

“O Desejo do Corpo na Fotografia”

A imagem do corpo sempre habitou a história da fotografia, sempre pertenceu a estágios de representações que vão além das aparências. O corpo – enquanto território de articulação de discursos por entre esferas de símbolos, poder, erotismo, sexualidade e identidade –, propõe no campo da linguagem fotográfica o adensamento dos domínios do desejo. Nesse caminho, o curso propõe a reflexão sobre as camadas filosóficas das várias metamorfoses pelas quais o corpo desejou expressar-se por tempos, memórias, posturas subversivas, ficções, performances e potências imaginárias através da fotografia.

Acreditamos que a dicotomia entre fragilidade e êxtase além de refletir contextos autorais e sociais, lance luz sobretudo para o que chamamos de empoderamento do corpo e sua consequente autonomia discursiva de problematizar o desejo.

© Edward Weston, Nude Floating, 1939

Edward Weston, Nude Floating, 1939

Georgia Quintas é professora e pesquisadora no campo da teoria, filosofia e crítica da imagem fotográfica.

Autora dos livros: Man Ray e a Imagem da Mulher – A vanguarda do olhar e das técnicas fotográficas (2008) e Olhavê Entrevista (2012).

DOC Galeria: quatro encontros com início no dia 31 de maio

Datas: Maio: 31; Junho: 7, 14 e 21

Horário: Aulas aos sábados, das 10h30 às 13h

Local: Rua Aspicuelta, 662 – Vila Madalena, São Paulo

Valor: R$ 460,00

Vagas: 12 vagas

Inscrição e Informações: contato@docgaleria,com.br, [11] 3938-0130

“Construção e acompanhamento de projeto fotográfico”, com Alexandre Belém.

Laboratório imersivo com Alexandre Belém na DOC Galeria. Inscrições abertas.

Os encontros têm como objetivo discutir o processo de articulação de ideias, conceitos, noções estéticas, referências e motivações sobre o fazer fotográfico. E, principalmente, acompanhar o desenvolvimento do trabalho visual do artista através de suas especificidades. Seja em projetos concebidos previamente pelo autor, seja para aqueles que experimentam suas imagens fotográficas e precisam orientar-se para o encaminhamento de sua produção.

Os encontros visam debater algumas categorias importantes para a reflexão acerca da construção narrativa. Nesse sentido, os encontros se concentram nas perspectivas poéticas e suas possibilidades de edição. Sendo assim, o curso fornecerá as ferramentas práticas para o autor refletir, desenvolver e concretizar o seu ensaio fotográfico.

A discussão sobre as imagens é a proposta principal para aclararmos tais pontos:

* O ensaio fotográfico: desenvolvimento prático e interpretativo;

* A fotografia como desejo de uma história;

* Estratégias de concepção narrativas;

* Realidades discursivas, edição criativa.

Dentro do plano de aulas, a pesquisadora e professora Georgia Quintas participará em quatro encontros e apresentará leituras e discussões para a reflexão e debate.

© Alexandre Belém

© Alexandre Belém

Doze encontros com início no dia 12 de maio – Aulas às segundas, das 19h30 às 22h

LOCAL: Rua Aspicuelta, 662 – Vila Madalena, São Paulo.

DATAS: Maio: 12, 19 e 26; Junho: 2, 9, 16 e 30; Julho: 7; Agosto: 4, 11, 18, 25

HORÁRIOS: segundas, das 19h30 às 22h

VALOR: 3 x de R$ 400,00

INSCRIÇÃO e INFORMAÇÕES: contato@docgaleria, [11] 3938-0130

DOC abre dia 1º de abril “No Chão”, de Bel Pedrosa

NO CHÃO - uma partitura no asfalto é o novo projeto que será exposto na DOC Galeria, de 1° a 25 de abril. A mostra, de autoria da fotógrafa Bel Pedrosa, reúne 17 trabalhos – em impressão fine art – que misturam elementos de pop art e geometria reconfigurada numa nova linguagem de signos e traços. São construções e colagens de fotos da sinalização de trânsito no asfalto de várias cidades. Tudo começou com um quebra-molas em Santiago do Chile e depois disso passou pelo Rio de Janeiro, Belo Horizonte e São Paulo.

Nas obras, Bel Pedrosa fotografa decompondo a sinalização. A partir desse material, a artista as recompõe com intuito de produzir paisagens urbanas. Ciclovia, faixa de pedestre, pista exclusiva de ônibus e aviso de fiscalização eletrônica são elementos presentes, mesmo que não identificáveis. As imagens são agrupadas de acordo com a cor, a cidade e o bairro. O resultado são trabalhos geométricos e abstratos, com um quê de concretista e pop. A arte concreta e sobretudo o convívio com artistas neoconcretistas desde a sua infância marcaram a sensibilidade e afinaram o olhar de Bel Pedrosa para o geometrismo sensível. A exposição é uma coprodução com a galeria Briographica, de Mônica Vendramini e Janaína Torres.

© Bel Pedrosa

© Bel Pedrosa

Sobre Bel Pedrosa – Rio de Janeiro, 1962

Começou a fotografar nos anos 80. Foi assistente de Carlos Freire e fez estágio no famoso laboratório Publi’Mod Photo, em Paris. No fim dos anos 80, morando em São Paulo, trabalhou como repórter fotográfica no jornal Folha de S. Paulo até 1995, quando resolveu ser fotógrafa independente e se mudou para o Rio de Janeiro, onde vive até hoje. Trabalha para vários jornais e revistas brasileiros (Valor Econômico, Folha de S. Paulo, O Estado de S. Paulo, IstoÉ, Época, Carta Capital entre outros) e estrangeiros (El País, Le Monde, Liberation, The New York Times, Art Presse, Village Voice, Studio Voice, entre outros). Participou de mais de 20 exposições coletivas no Brasil, na  Europa e na América Latina. Realizou cinco individuais no Rio de Janeiro, Angola e Equador, além de fazer parte da Coleção Masp-Pirelli (2006) e ter fotos em diversas coleções particulares em diversos países.

SERVIÇO:

DOC Galeria apresenta: NO CHÃO

Fotógrafa: Bel Pedrosa

Abertura: 1/4, 19h30

Visitação: 2/4 a 25/4

Horário: de segunda a sexta, das 11h às 13h e das 14h às 19h

Local: DOC Galeria – rua Aspicuelta, 662, Vila Madalena, São Paulo

Informações: (11) 3938-0130
Informações para imprensa:

namídia assessoria de comunicação

marcia fonseca e mercedes tristão

Sebastião Rinaldi – sebastiao@namidiacom.com.br – Ramal 212

Telefone: (11) 3034-5501

Workshop mObgraphia, 12 de abril na DOC

Aberta as inscrições para o workshop mObgraphia, com Cadu Lemos. A proposta é desenvolver o olhar fotográfico e artístico em imagens produzidas e editadas em iPhones, iPads e aparelhos móveis do sistema Android, através de vivências. Aprofundar o conhecimento em captação de imagens, edição e uso de filtros. Promover essa nova linguagem da fotografia, da maneira mais acessível e divertida.

Conteúdo do curso: Breve histórico da fotografia móvel; Fundamentos de luz e composição; Conhecendo os aplicativos: câmeras, filtros e usinas de edição; Instalação, possíveis problemas e uso básico;Fluxo de trabalho, edição com snapseed, comentários e dúvidas.

paralax 2

© Cadu Lemos

mObgraphia é o nome criado por Cadu Lemos para definir a arte fotográfica e visual produzida por iPhone e outros aparelhos móveis. Nos cursos e oficinas presenciais, totalmente práticos sobre o reaprendizado do olhar fotográfico e as limitações que a fotografia com celular apresenta, a idéia é que a criatividade surja através do uso dos aplicativos, filtros, ferramentas e da história que cada participante pretende contar.

caduCadu Lemos [paulistano, criado em Brasília, nascido em 1962] teve a fotografia introduzida em sua vida nos anos 70 como aprendiz de Luis Humberto, fotógrafo, arquiteto e co-fundador da Universidade de Brasília. Premiado no concurso do IAB –Instituto dos Arquitetos do Brasil, logo na sua primeira exposição coletiva teve uma de suas imagensescolhida para ilustrar o anuário do IAB ao lado de Ed Viggiani, Milton Guran, Araquém Alcântara e outros grandes nomes da fotografia brasileira. Depois de um hiato de duas décadas trabalhando nas áreas da música e publicidade, ingressou no mercado financeiro como executivo, aprendizado que lhe trouxe visões múltiplas. Em 2007, retornou pelo caminho do digital com a mObgraphia, uma forma de definir algo que é apenas o uso de uma nova ferramenta para a arte da fotografia.  De forma autodidata, estudou e se aprofundou nos aplicativos, filtros, ferramentas, técnicas e linguagens. Também leciona e atua como coach e consultor de trabalho em equipe no mundo corporativo [tribalcorp.wordpress.com e formularental.com.br] aplicando a fotografia em workshops, vivências e treinamentos.

Informações:

Workshop: mObgraphia | Ministrado por: Cadu Lemos

Data: 12 de abril | Horário: das 10h às 14h | Carga horária: 4h

Número de vagas: 15 | Valor: R$ 240.00 | Pagamento: depósito, débito ou crédito

Inscrições: contato@docgaleria.com.br | Contato: [11] 3938-0130

Local: DOC Galeria | Endereço: Rua Aspicuelta, 662, Vila Madalena, São Paulo

Terça, 18, abertura da exposição do Rally Nokia LUMIA

DOC Galeria abre terça, dia 18, a partir das 19h30, a exposição dos vencedores do Rally Nokia LUMIA. Nas paredes da galeria da Vila Madalena 15 fotos selecionadas entre as centenas captadas pelas 3 equipes vencedoras das 10 que participaram da ação. Também uma imagem de cada um dos líderes: @cesinha, @theorocha, @aurch, @ovidio001, @fabsgrassi, @juanesteves, @ericohiller, @sardinha17, @rodrigobw, @rickyarruda, . Total de 25 fotografias. Relembrando o #rallynokialumia é uma ação da 5ª Mostra SP de Fotografia. Cinquenta pessoas inscritas formaram 10 equipes para missão que era fotografar a transformação do bairro, seja pelas especulação imobiliária seja pela nova população flutuante. O Rally Nokia LUMIA é uma realização da mObgraphia, com Cadu Lemos e Ricardo Rojas, para a 5ª Mostra SP de Fotografia.

Exposição: Rally Nokia Lumia
Abertura: 18/3, 19h30
Visitação: 19/3 a 28/3
Horário: de segunda à sexta das 11h às 13h e das 14h às 19h
Local: DOC Galeria
Endereço: Rua Aspicuelta, 662, Vila Madalena, São Paulo
Contato: contato@docgaleria.com.br, [11] 3938-0130

A edição fotográfica com Alexandre Belém

Encerrada a 5ª Mostra SP de Fotografia, iniciamos na DOC um programa de cursos,  workshops e encontros com importantes fazedores de fotografia do Brasil. Abrimos com Alexandre Belém que ministra “A edição fotográfica: estratégias e desapego” nos próximos dias 15 e 16. A seguir, algumas informações.

bxDSCF7212

DESCRIÇÃO

Uma das questões mais difíceis da fotografia é transformar ideias em imagens, bem como organizá-las. A edição de um trabalho fotográfico é ponto fundamental no exercício da fotografia e, sem dúvida, separa o portfólio de excelência daquele sem nenhum impacto. Neste workshop, trabalharemos o desencadeamento da ideia, do conceito, da narrativa e da edição. O começo, o desenvolvimento e o fechamento de um ensaio através de suas especificidades e pontos de vista.

TÓPICOS

* O ensaio fotográfico: desenvolvimento prático e interpretativo;

* Apresentação dos trabalhos dos alunos;

* Análise e discussão dos projetos/ensaios dos alunos para diversas finalidades: portfólio, livro, exposição, etc

O QUE TRAZER

Portfólio, ensaios ou conjunto de fotografias impressas.

* Só serão aceitos (e analisados) ensaios com fotografias impressas. Podendo ser em minilab no tamanho 10×15.

Alexandre Belém é recifense e reside em São Paulo desde 2010. Jornalista, fotógrafo e editor de imagens, é o criador e editor do blog Olhavê e editor do blog Sobre Imagens. Em 2012, venceu o Prêmio Abril de Jornalismo na categoria Digitais/Blogs com o Sobre Imagens. Curador do Ciclo de Ideias do Festival de Fotografia de Tiradentes (2011, 2012, 2013 e 2014) e da Mostra São Paulo de Fotografia (2012, 2013 e 2014). Foi membro da comissão de nomeação do World Press Photo Multimidia Contest (2011) e juiz suplente do POY Latam (2013). Belém é autor do livro Olhavê Entrevista (2012) e foi curador do Encontro Pensamento e Reflexão na Fotografia, MIS/SP (2012 e 2013).

Workshop: 12 horas

Período: sábado e domingo

Data: 15 e 16 de março

Horário: 11h às 18h

Vagas: 12 alunos

Valor: R$ 510,00

Informações e inscrição: contato@docgaleria.com.br, (11) 3938-0130

Noite de portfólios na DOC

Este slideshow necessita de JavaScript.

Abbas e Moises Saman em SP

Hoje iniciamos as aulas do Workshop Magnum em São Paulo. Até sexta-feira, a Vila Madalena abrigará essa profunda e única imersão no universo da fotografia documental com dois dos maiores especialistas que se tem notícia, os fotógrafos Abbas e Moises Saman, ambos da agência Magnum. Esta primeira visita oficial da Magnum ao Brasil é uma ação da 5ª Mostra SP de Fotografia e tem o apoio da FUJIFILM Série X. Dia 22, Abbas e Moises Saman, que chega em São Paulo com mais um prêmio na sua brilhante carreira, o 2º lugar na categoria General News no 57º World Press Photo, também participam de um encontro no auditório do Museu de Arte Moderna de SP, o MAM. Simonetta Persichetti e Georgia Quintas farão a mediação desse bate-papo. Ainda restam algumas há vagas. As inscrições podem ser feitas direto no MAM, pelo telefone 11 5085 1300 ou pelo  email cursos@mam.org.br..

Magnum Photos em São Paulo – MAM [22 de fevereiro]

Abbas e Moises Saman, dois fotógrafos representantes de duas gerações da Magnum Photos, a mais respeitada agência de fotografia do mundo, conversarão com o público numa palestra que acontece na manhã de sábado, no dia 22 de fevereiro, às 10h,  no Museu de Arte Moderna de São Paulo – MAM, no Parque do Ibirapuera. Abbas e Moises serão moderados pela curadora, antropóloga e pesquisadora Georgia Quintas e pela jornalista e mestre em Comunicação e Artes e doutora em Psicologia Social Simonetta Persichetti.

A Magnum Photos, pela primeira vez no Brasil, irá oferecer uma intensa experiência fotográfica durante a 5ª Mostra São Paulo de Fotografia, uma co-produção entre a Magnum e DOC Galeria. Eles darão dois workshops que já estão esgotados. Aproveite a oportunidade única de ouvir as histórias de dois grandes fotógrafos internacionais. Reserve sua participação na palestra do MAM

As inscrições devem ser feitas diretamente com o MAM pelo telefone (11) 5085-1312 ou pelo email cursos@mam.org.br. O evento acontecerá das 10h às 13h e o preço é de $ 70 reais.

EDUCATIVO MAM 1 (1)

Abbas, Irã/França, n.1944 – Desde 1970 tem se dedicado a documentar a vida política e social das sociedades em conflito, cobrindo guerras e revoluções em países como Biafra, Bangladesh, Irlanda do Norte, Vietnã, Oriente Médio, Chile, Cuba e a África do Sul durante o apartheid.

Moises Saman, Espanhol/americano, n.1974 – Moises Saman nasceu em Lima, Peru, numa família espanhola e peruana. Com um ano de idade, mudou-se com a família para Barcelona, onde passou a maior parte de sua juventude. Moises estudou Comunicação e Sociologia nos Estados Unidos, na California State University, graduando-se em 1998. Foi durante seu último ano na universidade que Moises começou a pensar em se tornar fotógrafo, influenciado pelo trabalho dos vários fotojornalistas que cobriam as guerras nos Balcãs.

Magnum Photos é a mais respeitada agência de fotografia do mundo. A Magnum foi fundada em Paris em 1947 por Robert Capa, Henri Cartier-Bresson, também pelo polonês David Seymour e pelo inglês George Rodger, todos fotógrafos. A Magnum inspirou fotógrafos e a fotografia e registrou nesses anos todos os principais acontecimentos do mundo. É uma agência em forma de cooperativa, onde os fotógrafos associados decidem os rumos dos trabalhos. Esta é a primeira visita oficial da Magnum ao Brasil.

Georgia Quintas é antropóloga e pesquisadora no campo da teoria, filosofia e crítica da imagem fotográfica. Doutora em Antropologia pela Universidade de Salamanca (Espanha) e pós-graduada em História da Arte pela Fundação Armando Álvares Penteado – São Paulo (Brasil).

Atualmente é editora do blog Olhavê e professora da pós-graduação em Fotografia da Fundação Armando Álvares Penteado – São Paulo (Brasil) e coordena grupos de estudos sobre a filosofia da imagem. Autora de “Man Ray e a Imagem da Mulher – A vanguarda do olhar e das técnicas fotográficas” (2008) e “Olhavê Entrevista” (2012). É curadora do Ciclo de Ideias do Festival de Fotografia de Tiradentes.

Simonetta Persichetti é jornalista, mestre em Comunicação e Artes e doutora em Psicologia Social. É professora do programa de pós-graduação da Casper Libero, e ministra aulas e palestras por todo o país. Começou a escrever sobre fotografia há 30 anos. Desde 1996 é colaboradora do Caderno2 do jornal Estado de S. Paulo e desde 2008 da revista Brasileiros. É curadora de fotografia da galeria Arte plural, em Recife há 4 anos. Autora dos livros Imagem da Fotografia Brasileira 1″ (vencedor do prêmio Jabuti de reportagem) e “Fotografia Brasileira 2″ . Com Thales Trigo organizou 18 volumes da ” Coleção Senac de Fotografia”. Em 2009 participou como jornalista do projeto ” Encontros com a Fotografia”, publicado pela Fnac. No mesmo ano t recebeu o prêmio de melhor crítica de fotografia do Brasil organizado pela Clix.

Bob Wolfenson e Helio Hara entrevistam Bubby Costa

Fotografia, erotismo, censura e experimentação estão no centro da vida do fotógrafo Bubby Costa, que conversa com o público nesta quarta-feira, dia 12/2, com mediação de Bob Wolfenson e Helio Hara, curadores da mostra OLHO DE GATO, em cartaz no Espaço Revista Cult, e que faz parte da 5a Mostra SP de Fotografia. Nos anos 1970, em plena censura, Bubby iniciou uma carreira que deixaria uma marca registrada em revistas como “Pop”, “Status” e “Homem”. “Era uma época em que era proibido publicar dois peitos. Pelas regras da censura, só um podia aparecer, o outro precisava ser escondido”, conta Bubby. Além dos nus, Bubby fez também retratos de grandes nomes da cultura brasileira, incluindo Wesley Duke Lee, Tomie Ohtake e Jorge Amado. Nos últimos anos, voltou-se para um trabalho mais experimental, já anunciado em imagens dos anos 1980 em que adicionava texturas e pigmentos a fotos. O evento é gratuito e o espaço é limitado. Chegue cedo.
1902881_683705115010250_638195223_nlocal: espaço revista CULT

horário: 20h

endereço: R. Inácio Pereira da Rocha, 400

entrada: gratuita